Outubro Rosa: as principais recomendações de prevenção

“A vida só é possível reinventada. Mas a vida, a vida, a vida, a vida só é possível
Reinventada”. (Reinvenção – Cecília Meireles)

O mês de outubro é marcado por um evento muito especial, o Outubro Rosa! Este movimento iniciou-se nos EUA, na década de 1990, para estimular a participação da população na prevenção do câncer de mama. A data é celebrada anualmente com o objetivo de compartilhar informações sobre o câncer de mama e promover a conscientização sobre a importância da detecção precoce da doença. Promover o conhecimento e estimular as mulheres a estarem atentas às suas mamas para que possam, em caso de suspeita, fazerem uma investigação oportuna com a especialidade médica adequada.

Continuar lendo

O que você faria se tivesse mais tempo de vida (?)

“Compositor de destinos… Tambor de todos os ritmos… Tempo tempo tempo tempo… Entro num acordo contigo… Tempo tempo tempo tempo…”. (Oração ao Tempo / Maria Gadú)

Interessante como nos tempos atuais as pessoas dizem a todo momento que não possuem tempo, pois este está totalmente preenchido com os afazeres do cotidiano. Impressionante como muitas e muitas vezes deixamos de fazer algo que realmente gostaríamos devido à falta de tempo, pois estamos sempre com pressa e nossas agendas estão sempre atoladas de compromissos “inadiáveis”. Infelizmente, não dispomos mais do tão precioso tempo livre para fazermos o que realmente deixaria nossa alma feliz.

No meu trabalho como psicóloga, observo nos pacientes com doenças graves e/ou em processo de finitude que o que eles mais gostariam era de ter tido mais tempo livre na vida. Um par de vezes a resposta é sempre a mesma – “como eu gostaria de ter tido mais tempo junto à minha família” – “como eu gostaria de ter trabalhado menos e aproveitado mais a vida” – “como eu gostaria de voltar no tempo e fazer várias coisas diferentes”. Neste momento será preciso olharmos de frente para as escolhas que fizemos ao longo da vida e nos apoderarmos delas para que possamos ressignificar a nossa própria existência. Continuar lendo